Publicado por: adoradorblogueiro | julho 22, 2008

I’m alive!

Existem momentos em nossas vidas onde, verdadeiramente, temos uma visão real de quem somos sem Deus. E isto é tão tremendo, porque aprendemos a ser mais dependentes dEle. Veja que incrível isto… Adão somente veio a ter o fôlego de vida depois que Deus soprou o Seu Espírito em suas narinas. E antes disto, Deus havia o formado do barro. Tem noção do quanto você é dependente de Deus? Os seus bens, a sua família, o seu ego… Nada disto pode ser comparada a fonte que é o Senhor.

Ontem eu passei por uma experiência tão profunda, mas tão profunda que eu mesmo não fiz nada, apenas era conduzido pela boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Já iam se completar dois ou três anos que algo de muito ruim aconteceu na minha vida e na vida de mais outras pessoas as quais eu era ligado. E durante este tempo todo, eu não tive a coragem e ousadia de estar frente a frente com elas, pedindo perdão e me justificando – mas como Deus tem um milagre certo, na hora certa, não vou ficar me arrependendo do que fiz ou deixei de fazer, já que livro disto eu estou – e foi tão bom quando eu obtive este perdão, e ainda ganhei aquele abraço, aquele beijo no rosto, aquele olhar e aquelas palavras, se fora um peso de mim.

Mas até ter chegado neste ‘finalmente’, passei por uma provação durante quatro horas de culto. Minhas pernas tremiam, meu coração acelerava, minhas mãos suavam e estavam frias, não conseguia me concentrar em oração alguma e nem nos momentos em que a igreja adorava e era ministrada ao som dos altos louvores de Cristo. A pregação me fora uma injeção de ânimo e também uma massa de modelar onde eu dava forma aos meus sonhos indefinidos. Ao término do culto, corri em direção a esta pessoa, mas eu me encontrara tão perto e tão longe ao mesmo tempo. Uma amiga nossa em comum e um outro amigo também disseram que ela já havia me perdoado, mas gostaria sim de conversar comigo em privacidade. Aquilo me fora um alívio que eu começava a respirar fundo e sorrir de tanto… ALÌVIO!

O preletor da noite dissera que devemos sonhar grande, mesmo que os irmãos de José desta vida tentem abortar estes sonhos de nós. Mas, quando sonhamos e entregamos estes no altar do Senhor, Ele nos surpreende realizando-os infinitamente melhor e maior do que havíamos imaginado. E ela, com aquele sorriso, olhar sincero e modo de falar único, perguntou como eu estava, e depois de todo aquele movimento de fim de culto, rapidamente nos falamos. Queríamos privacidade, então anotei o seu número, trocamos abraços e beijos, e é chegado o tempo de recomeçar acertando onde errei.

Vale a pena esperar no Senhor, vale a pena… Depois disto, soube realmente que Ele me ama se lembre e cuida de mim. Jesus, que amor é esse? Te amo, Senhor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: